São Paulo Oxigênio

Manutenção de concentradores de oxigênio

NOSSOS PRINCIPAIS SERVIÇOS:

  • MANUTENÇÃO PREVENTIVA

O clássico jargão: “É melhor prevenir do que remediar”. Neste caso palavra prevenção é abrangente e utilizada em várias áreas. Na área de saúde muito se fala na prevenção de determinadas doenças que se diagnosticadas antecipadamente aumentam as chances de cura e, conseqüentemente, a vida do paciente. Na manutenção de concentradores acontece o mesmo. A manutenção preventiva é baseada na estatística CTMF (Curva de Tempo Médio para Falha), que programa reparos ou substituição de partes de um equipamento, que estima a possibilidade de falha tanto no momento seguinte ao início do funcionamento, ou ainda após um longo período de funcionamento. Os programas de manutenção preventiva podem ser simples (resumidos a substituição de filtros e roteiros para testes periódicos em equipamentos de backup) ou mais abrangentes, com a programação de reparos, lubrificação, ajustes e substituição de partes internas de um concentrador. Manutenção Preditiva

  • MANUTENÇÃO PREDITIVA

A manutenção preditiva é uma filosofia ou atitude que utiliza a condição operacional real do equipamento e procedimentos para elevar a disponibilidade de funcionamento de um concentrador de oxigênio. Trata-se de um meio de se melhorar a produtividade, a qualidade do produto, o lucro e a efetividade global, principalmente assegurar qualidade de oxigênio produzida e confiabilidade de seus alarmes em um concentrador de oxigênio. O monitoramento regular da condição mecânica real, o rendimento operacional e outros indicadores da condição operativa dos concentradores somados a um sistemas de gestão fornecem os dados necessários para assegurar o intervalo máximo entre os reparos e minimizar o número e os custos de paradas não-programadas ocasionadas por falhas. Um programa abrangente de manutenção preditiva utiliza uma combinação de técnicas não-destrutivas (monitoramento de concentração, monitoramento de fluxo, termografia, tribologia, lubrificação termodinâmica e inspeção visual com base em task list ) que permite identificar problemas em concentradores antes que se tornem sérios, já que a maioria dos problemas podem ser minimizados se forem detectados e reparados com antecedência. As técnicas específicas dependerão do modelo do equipamento e outros parâmetros chaves da operação como local de funcionamento, tempo médio de utilização, nível de exposição em ambientes de elevada umidade, além dos objetivos que se deseja que o programa de manutenção preditiva atinja.

  • MANUTENÇÃO CORRETIVA

Este tipo de manutenção é simples e direto: somente quando algum equipamento ou sistema quebra ou falha é que ele é consertado. A gestão da manutenção corretiva não investe em manutenção preventiva ou preditiva até o momento que um equipamento ou sistema falhe. A manutenção corretiva é uma técnica reativa e na maioria das vezes é o método mais caro de realizar a gestão de manutenção, pois em muitos casos envolvem custos com estoques de peças sobressalentes, altos custos de trabalho extra e elevado tempo de paralisação ou indisponibilidade de um equipamento. Esta paralisação pode impactar no desempenho econômico de uma empresa (Ponto de viste negocio) ou deslocamento em caráter emergencial de um paciente acamado (Ponto de vista social). Fazendo uma breve analogia, a manutenção corretiva em aparelho de ar condicionado resulta em desconforto, uma necessidade de manutenção corretiva em concentrador de oxigênio pode resultar tristes conseqüências.

Nenhum produto foi encontrado para a sua seleção.